21/09 DIA DA LUTA DOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA


No dia 21 de setembro, é comemorado, no Brasil, o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Essa data foi oficializada em 2005 pela Lei Nº 11.133, entretanto, já era comemorada desde o ano de 1982. O 21 de setembro foi escolhido porque está próximo do início da primavera, estação conhecida pelo aparecimento das flores. Esse fenômeno representaria o nascimento e renovação da luta das pessoas com deficiência, seja ela física, intelectual, visual ou auditiva.

 

“Aquilo que não me mata, me fortalece”, escreveu o filosofo alemão Friedrich Nietzsche. No século XIX, o contexto era outro, mas se encaixa perfeitamente na superação das barreiras que surgem no cotidiano e ao longo de toda a vida das pessoas que possuem algum tipo de deficiência. O esforço para seguir lutando por questões como igualdade de oportunidades, respeito às diferenças e inclusão social fazem dessas pessoas, e seus familiares, vencedoras a cada dia.

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), 80% das pessoas que vivem com alguma deficiência moram nos países em desenvolvimento ou emergentes, como o Brasil. Por aqui, mais de 45 milhões de pessoas tem algum tipo de deficiência, o que corresponde a quase 24% da população, como revela a última pesquisa Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) estima que, em todo o mundo, 150 milhões de crianças menores de 18 anos têm alguma deficiência. Mas o que não é apresentado em nenhuma estatística ou pesquisa é a quantidade de pessoas que sofrem preconceito e discriminação, uma situação não restrita às pessoas que têm deficiência. E se pensarmos nas crianças, essa é uma realidade ainda mais cruel.

A luta por uma sociedade mais justa e equitativa não pode e nem deve ser apenas das pessoas com deficiência e suas famílias, mas um esforço de toda a sociedade e do Estado, para evoluir no sentido de reconhecer e acolher as diferenças, combatendo as desigualdades. “É preciso entender que a deficiência não está na pessoa e sim na sociedade que não reconhece e acolhe as diferenças que acabam por criar barreiras que impedem a participação plena e efetiva das pessoas com deficiência na sociedade”.

Portanto, o recado para este 21 de setembro, Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, é de que uma vida plena e cheia de realizações sempre é possível quando reduzimos as barreiras, basta ver o caso do australiano Nick Vujicic, que nasceu sem os braços e sem as pernas, devido à rara síndrome Tetra-amelia. Isso não o impediu de vencer e se transformar em palestrante internacionalmente conhecido por sua história de superação. Como o ele mesmo diz: ”Para cada deficiência que você tem você é abençoado com habilidades mais do que suficientes para superar seus desafios”.